Enobrecer, dinamizar e estimular, o saber ser e estar, dos árbitros deste conselho regional.

31
Out 10

Campeão brasileiro de hóquei, o atacante Diego Dias vai jogar no Benfica, um dos clubes mais fortes da Europa na modalidade

A vida de um jovem pernambucano virou de ponta-cabeça em duas semanas. Campeão brasileiro de hóquei pelo Sport, Diego Dias está se preparando para cruzar o Atlântico e jogar em Portugal.

Vestir o equipamento em ritmo de despedida tirou o sorriso do rosto de Diego. Não é fácil deixar o clube, a família, os amigos e o País para viver sozinho do outro lado do oceano.  E isso com apenas 15 anos de idade. “Nenhum jogador daqui foi tão novo para lá. Estou ansioso e triste ao mesmo tempo porque vou deixar minha família aqui, com saudade de mim”, contou.

Mais cedo ou mais tarde tinha que acontecer. Quando começou a treinar Diego, na época com cinco anos de idade, Beto Gesteira, técnico da equipe rubro-negra, percebeu nele um talento especial. “Ele pegou ali o dom dele, a força de vontade de treinar muito, treinava no treino, e fora do treino, ele vinha para a quadra e treinava só. Foi desenvolvendo a aptidão que ele já tinha para o Sport e hoje ele fecha com essa oportunidade na vida dele”.

O menino, morador da comunidade do Caranguejo, no Recife, agora é atleta do Benfica de Portugal, um dos clubes mais fortes da Europa no hóquei. Vai seguir o caminho de outro pernambucano, Cacau, que já está por lá.  “Ele [Cacau] vai ser tipo um pai para mim lá, vai me ajudar em tudo”, contou o atacante.

O pai de verdade, Reginaldo Severino Dias, o ‘Pitomba’, é o roupeiro da equipe do Sport. Está orgulhoso do filho e feliz com a conquista, apesar da saudade. A única preocupação é com o estudo. “Lá tem escola. Ele vai ter que ter a consciência de que tem que ser centrado no estudo como é centrado no hóquei”.

Diego vai estudar em Lisboa e morar com outros dois atletas, sob supervisão de Cacau, que foi quem o indicou para o clube. A boa participação de Diego no Brasileiro de Hóquei foi fundamental para concretizar a transferência.

O atacante, que ainda tem idade de mirim, foi o destaque do time adulto na conquista do título nacional. Foi dele o gol de ouro na prorrogação do jogo contra o Sertãozinho na semifinal, levando o Sport à decisão contra o Português. Agora, na Europa, ele terá a chance de aprimorar ainda mais o talento para o hóquei.

Confiante, prevê o futuro: “Vai ser bom porque eu já vou pegar a categoria de baixo até chegar no profissional. No começo vai ser ruim porque vou ter muita saudade na minha família mas depois eu vou me acostumando”.

O atleta deve embarcar para Portugal na semana que vem.

 

IN:http://pe360graus.globo.com

publicado por JPCosta às 18:06

 

E se, de repente, todos os jogos de futebol, andebol, basquetebol, hóquei e de todas as outras modalidades organizados em Portugal pelas Ligas, Federações e pelas Associações distritais se disputassem sem o recurso aos árbitros?

É certo que quase ninguém gosta deles e quando as coisas correm mal num jogo eles são sempre os primeiros culpados pelas derrotas. Porém, todos devemos admitir que não há condições se um qualquer jogo desportivo não tiver arbitragem.
Algo que parecia impensável pode até acontecer nas próximas semanas, porque se levantou um forte movimento dos árbitros de futebol – aos quais se seguiram outros do basquetebol – ameaçando fazer greve, como forma de protesto contra o novo Código Contributivo da Segurança Social. De acordo com vários órgãos de informação nacional, este novo código, obriga os árbitros dos distritais e do futebol jovem ao pagamento de 183 euros por mês à Segurança Social.
O problema é que, de acordo com a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, os árbitros em início de carreira não ganham isso por mês, dado que os prémios nessas categorias por jogo arbitrado são muito baixos. Ou seja, teriam de pagar para arbitrar. Como é evidente, por muito que gostem da actividade (que os ocupa o fim-de-semana e até prejudica em termos familiares), caso este novo Código diga realmente aquilo que tem sido dito sobre ele, muitos jovens árbitros deixarão de arbitrar o desporto, pondo em causa o normal funcionamento das competições federadas, em especial das amadoras.
Temo que, efectivamente, esta voracidade fiscal e contributiva do Estado, sem precedentes, em relação a tudo quanto são actividades da economia real (e um evento desportivo é algo que fomenta muito a actividade económica) venha a deixar o país num estado tal, que este já não terá capacidade para se reerguer. Entendo perfeitamente que todos devem pagar impostos e contribuições, mas esta medida, entre outras, como a do aumento do IVA nos produtos essenciais, são um erro: podem até garantir mais receita no imediato, mas numa perspectiva de médio e longo prazo não creio que ajudem a equilibrar as contas públicas, bem pelo contrário.

publicado por JPCosta às 18:00

Árbitro Internacional Brasileiro, Carlos Simon, pode vir a ser o novo ministro do desporto no Brasil

O árbitro da FIFA, Carlos Simon, está muito cotado para ser o futuro ministro do desporto, caso Dilma Rouseff vença as eleições no próximo dia 31. Simon tem uma boa aproximação a políticos. Caso seja confirmado, lutará em muito para profissionalização do árbitro brasileiro, que na maioria dos estados, é mal remunerado. Outra opção para Simon é assumir o comando da arbitragem brasileira, ou tornar-se um comentarista de arbitragem em rede de televisão.

IN:refereetip.blogspot

publicado por JPCosta às 08:00

30
Out 10

Foi quase degolado e levou 100 pontos no pescoço

Um jogador de hóquei no gelo da Universidade de Miami, Will Weber, levou cem pontos e 15 agrafos no pescoço depois de ter sido quase degolado num encontro da Liga Universitária Americana. Weber viu o seu pescoço cortado desde a orelha quase até ao queixo pela lâmina dos patins de um adversário com quem chocou. O encontro foi interrompido, e o jogador foi levado para o hospital de helicóptero, onde foi sujeito a uma operação para lhe reparar uma artéria cortada. Segundo os amigos do atleta, Weber encontra-se bem e já há fotos suas a circular pelo Twitter. Dentro de campo, a equipa de Will Weber venceu o Nothern Michigan por 9-1.

publicado por JPCosta às 08:00

29
Out 10

 

Cerimónia de premiação do campeonato nacional acontece hoje

Luanda - As equipas que participaram do Campeonato Nacional Senior masculino de hóquei em patins, que decorreu de 12 a 27 do corrente mês na cidade de Luanda, vão receber na noite de hoje os seus prémios.

 

A equipa da Académica de Luanda revalidou o título ao totalizar  dezoito pontos na primeira posição vindo depois o Juventude de Viana com doze, enquanto o Petro de Luanda foi o terceiro com seis. Na quarta e última posição da “final four” quedou-se o 1º de Agosto sem qualquer vitória.

 

O Atlético Sport Aviação (ASA) ficou no quinto lugar, vindo depois o Benfica de Luanda em sétimo e último classificado foi o Hóquei Clube do Lobito.

 

O avançado do Petro de Luanda Júlio Martins ”Jujú” foi o melhor marcador ao rubricar 40 golos. Já o seu colega Márcio Fernandes foi o segundo melhor marcador da competição com 30 golos.

 

Como guarda-redes menos batido da competição esteve Henda Leite, da Académica de Luanda, por sofrer apenas 39 golos, seguido de Silvério Quiteque “ Pedalé" do Juventude de Viana com 46.

 

Martin Payero argentino, que reforçou a Académica de Luanda, foi o melhor jogador da competição.

 

As equipas, além do troféu, vão ainda receber valores financeiros, uma novidade introduzida pela direcção da Federação Angolana de Patinagem (FAP).

 

Assim sendo, a Académica de Luanda vai receber o equivalente em kwanzas cinco mil dólares, enquanto o Juventude de Viana, segundo classificado, mil e quinhentos, e  o Petro de Luanda, terceiro classificado, receberá mil.

 

publicado por JPCosta às 16:21

"O problema da fiscalidade na arbitragem (não é só no futebol, outras modalidades estão com o mesmo problema...) surge quando a máquina do fisco se 'apercebeu' que os árbitros recebiam quantias referentes a prémios de jogo, subsídios de alimentação e despesas de transporte sem pagar qualquer tipo de imposto sobre as mesmas. Era portanto dinheiro "limpo" de impostos.  Se nas categorias superiores estamos a falar de rendimentos já bastante aceitáveis, na ordem dos 1000 euros por jogo, nas categorias regionais esses valores andaram na ordem de 1000 euros por época!!! Deve convir que é uma diferença significativa e por isso merecerá tratamento distinto da máquina fiscal.

A partir do momento em que o Governo interviu neste assunto, começou a exigir às associações distritais que exigissem recibo aos árbitros aquando dos pagamentos. Todos os árbitros que quiseram permanecer em actividade, tiveram que se colectar nas finanças, como trabalhadores independentes e passam recibos verdes às associações distritais como prestadores de serviços.

Acontece que nos árbitros jovens (especialmente na faixa 18 a 25 anos) esta situação é dramática. Vejamos: se o jovem tiver uma bolsa de estudo ou receber abono de família por ser estudante, perde esses benefícios devido às quantias auferidas como rendimentos de arbitragem. A juntar a este facto, temos a obrigatoriedade de uma colecta mínima de 183 euros / mês, mesmo que ganhe abaixo desse valor.

Será que esta medida é justa? Há cerca de 3 anos que os árbitros aguardam uma solução governamental que nunca surgiu, apesar de variadas promessas de vários quadrantes políticos.

Toda a família da arbitragem está unida em torno desta causa, pois neste momento a formação de base está comprometida, pois os árbitros abandonam devido a este motivo.

A ideia de fazer uma greve não é mais do que demonstrar que é necessário fazer algo para resolver o problema da fiscalidade na formação de árbitros. Em relação à jornada escolhida, que melhor escolha poderia ser feita do que a jornada em que vai jogar-se um FC Porto - Benfica???

Resultou perfeitamente, pois assim temos todas as pessoas a ficarem a saber que a cúpula da arbitragem está solidária com a base da pirâmide. E pode crer que os árbitros da Liga vão parar todos, os da FPF também vão parar todos e os distritais idem aspas aspas, porque este é um problema de fundo que diz respeito a todos."

 

In: António boronha; blog

publicado por JPCosta às 01:01

O árbitro internacional Bruno Paixão considera que o novo código contributivo irá ser o causador da extinção da arbitragem em Portugal caso venha a ser aplicado.

«Estou solidário com este protesto. Mais do que a greve, está em causa o futuro da arbitragem. A continuar assim dentro de quatro ou cinco anos não teremos árbitros em Portugal», disse a A BOLA o árbitro internacional desde 2004.

Pelos valores a pagar, Bruno Paixão considera que é insustentável dar início à carreira de árbitro quando se paga muito mais do que se ganha.

«É impossível começar quando cerca de 50 euros por mês, penso que é esse o valor nos distritais, e se paga 180 à segurança social, fora o IRS e os restantes impostos», rematou.

publicado por JPCosta às 00:18

 

Solidários com o protesto, os árbitros dos escalões principais não querem apitar na 10.ª jornada, a do Porto-Benfica, que pode vir a ser dirigido por um árbitro requisitado da bancada, ou por um estrangeiro, apesar de não estar regulamentado.
Vítor Pereira está a avaliar todas as possibilidades, porque a jornada vai ter que se realizar.

Apesar de prometer tudo fazer para garantir o normal funcionamento dos campeonatos, Vítor Pereira reconhece que será complicado contornar esta situação, mesmo quando se fala de um possível adiamento dos jogos. Para já, segue-se uma conversa com o presidente da Liga: "Vou ter que falar com o presidente da Liga. Eu ou o organismo abordaremos em concreto esta questão mais tarde, mas confirmo que a Comissão de Arbitragem já recebeu cerca de uma dezena de declarações. Estamos a falar de cenários inseridos no âmbito de um calendário preenchido, o que torna mais complicados os adiamentos de jogos, que é uma das possibilidades. Tudo faremos para garantir o normal decurso dos jogos".

Entretanto, e em entrevista concedida à SIC Notícias, o árbitro Duarte Gomes explicou que a tomada de posição dos juízes prende-se por uma questão de "justiça social".

"É importante a oportunidade de exprimirmos opinião para que não haja confusões. Não é uma medida dos árbitros do futebol profissional, foi tomada é o conjunto de árbitros de várias modalidades, que lutam contra a injustiça de suportar um valor de contribuição superior àquele que ganha. Esta data foi escolhida há muito tempo, não foi escolhida pelos árbitros. Qualquer jogo é importante e merece o nosso respeito", esclareceu.

"Esta data foi escolhida para tomar uma posição mais forte, é importante perceber que este não é um movimento mercenário, não é uma questão de remuneração, é uma questão de justiça social, ninguém pode pagar mais do que recebe", acrescentou.~

publicado por JPCosta às 00:06

28
Out 10

Sábado, 30 de Outubro de 2010

 

Camp. Nac. II Divisão - Norte

18:00 Feira x Mealhada Paulo Carvalho (Leiria)Rui Silva (Leiria)

 

Camp. Nac. II Divisão - Sul e Ilhas

18:00 Ourique x Oeiras Pedro Sousa (Leiria)Armando Henriques (Leiria)

21:00 Alenquer x Turquel Vitor Roxo (Leiria)António Peça (Leiria)

 

Domingo, 31 de Outubro de 2010

 

Camp. Nac. Feminino - Sul e Ilhas

16:00 Tomar x Portimão Luis Verdasca (Leiria)

publicado por JPCosta às 16:32

CAMPEONATO REGIONAL

  

Sexta Feira,29 de Outubro de 2010 

Iniciados-Série "A" 

Jogo nº17 20H30 SC Marinhense X SC Tomar

 Árbitro: Luís Duarte

 

Sábado,30 de Outubro de 2010 

Infantis-Série "A" 

Jogo nº3016 15H00 HCTurquel (A) X SC Marinhense

Árbitro: Élio Rodigues

Infantis-Série "C" 

Jogo nº3075 15H00 Águias X BIR

 Árbitro: Luís Verdasca

Jogo nº3077 15H00 A. Alcobaça X A. Coimbra

 Árbitro: Hélder Coelho

Juvenis-Série "A" 

Jogo nº88 16H30 HCTurquel X SC Marinhense 

Árbitro: Élio Rodigues

 

 

 

Domingo,31 de Outubro de 2010 

Iniciados-Série "A" 

Jogo nº18 11H30 Águias X HC Turquel (A)

Árbitro: Pedro Sousa

Juniores-Série "A" 

Jogo nº11 11H00 SMPeniche X HC Turquel

Árbitro: António Peça

Juniores-Série "B" 

Jogo nº31 16H30 A Alcobaça X SC Marinhense

Árbitro: Vitor Roxo

Jogo nº32 17H30 BIR X SC Tomar

Árbitro: Luís Correia

 

 

publicado por JPCosta às 16:12

27
Out 10
publicado por JPCosta às 08:00

26
Out 10

É um dos melhores guarda-redes mundiais no hóquei em patins, demonstra com os seus cinco títulos universitários, que o desporto e os estudos são compatíveis.

publicado por JPCosta às 23:18
tags:

24
Out 10

FISCALIDADE E SEGURANÇA SOCIAL EM CAUSA

Os árbitros aguardam por uma posição do Governo, no caso do secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Laurentino Dias, relativamente às questões relacionadas com a fiscalidade e segurança social da classe.

A decisão dos juízes pararem a 6 e 7 de novembro mantém-se até que a situação seja resolvida.

Record sabe que existe desde agosto de 2009 um esboço de uma nova portaria, na qual é proposto que os árbitros até aos 30 anos, e caso não ultrapassem os 2.095 euros/ano, não paguem segurança social. A verdade é que os responsáveis governamentais tardam em aprovar a referida portaria.

Refira-se que um jovem árbitro ganha por jogo cerca de 10 euros, o que no final do mês lhe dará 40 euros. Ainda assim, de acordo como código da segurança social, o juiz tem de estar coletado e paga no final do mês 183 euros...

publicado por JPCosta às 22:31

23
Out 10

Domingo, 24 de Outubro de 2010

Infantis - Série “C”

10h30 Jogo nº 3073 G.C.C. “Os Corujas” – B.I.R. Valado Frades

( Jogo a realizar em Valado dos Frades )

Árbitro: António Peça

publicado por JPCosta às 11:50

Já se encontra disponível o Ranking mundial de árbitros desde o ano de 2001 a 2010.

O árbitro alemão Dr. Markus Merk lidera o ranking e não pode ser ultrapassado, tornando-o o melhor árbitro da primeira Década do século 21 (neste ranking apenas são contabilizadas as pontuações até ao final do ano 2009). Até ao final do ano 2010, seis árbitros ainda têm a hipotese de se tornar segundo ou terceiro melhor árbitro da primeira década do século 21. Três desses seis já não estão no activo.

O Ranking completo desde 2001 a 2010, dos melhores árbitros mundiais para a primeira Década do Século 21, só estará disponível em Janeiro de 2011.

Neste ranking de 60 árbitros o único árbitro Português presente é o Ex. Árbitro Vítor Pereira detentor da posição nº 26, que neste momento desempenha as funções de presidente da Comissão de Arbitragem da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Veja a tabela abaixo:

 

In:http://www.parana-online.com.br

publicado por JPCosta às 00:03

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11


25



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
pesquisar
 
Árbitros de Leiria/Época 2012/13
Nacional "A": ---- Nacional "B": António Peça, Armando Henriques, David Barros, Luís Correia, Orlando Ramos, Paulo Carvalho, Pedro Sousa, Vitor Roxo Regionais: Élio Rodrigues
blogs SAPO